Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Assembleia / Notícias / Projeto Patrulha Eleitoral visita a Assembleia Legislativa

Projeto Patrulha Eleitoral visita a Assembleia Legislativa

por Igor Cruz publicado 13/09/2017 15h50, última modificação 13/09/2017 16h47
Alunos de escolas públicas aprendem sobre o funcionamento do poder legislativo...

 

Alunos de escolas públicas, comandados pela servidora do TRE-RO Juliana Hernandez, visitaram as dependências da Assembleia Legislativa para conhecer os trabalhos do Poder Legislativo, suas obrigações e limitações.

Juliana salientou a importância da participação dos alunos na formação de sua consciência e aproximação dos jovens na política e que ela, desde muito cedo já se interessou pela política, tirando o título com 15 anos e agora como servidora do órgão, que regulamenta as eleições, se diz feliz em poder ajudar tantos jovens nesta ampliação de pensamento.

Pediu para que a secretaria de estado da educação também amplie a participação das escolas neste movimento que é a Patrulha Escolar.

A aluna Giovana Palácio falou do programa de cidadania e que este ano o objetivo é o de checar as promessas realizadas em campanhas e o que foi efetivado, bem como o acompanhamento do orçamento. Disse que tem aprendido um pouco sobre cada poder e que podem agora cobrar de cada um corretamente.

O deputado Edson Martins (PMDB) parabenizou a iniciativa e que as coisas podem mudar com a conscientização, pois ninguém irá comprar voto de quem é esclarecido e tem consciência de suas posturas. Criticou as ações eleitoreiras

Adelino Follador (DEM) destacou sua atuação como estudante, participando dos movimentos estudantis, do teatro e posteriormente, como político, pode atuar para beneficiar a sociedade, como vereador, prefeito e deputado. “Mesmo quem não quer participar, apoie um amigo, defenda sua bandeira e também cobre atuação correta sendo eleito. O que não pode ocorrer é a omissão” destacou.

Cleiton Roque (PSB) disse participar da política desde a adolescência e que se vê nos alunos quando iniciou. E que ao contrário do que falam, política tem de ser discutida, frisou o parlamentar que complementou afirmando que “os modelos existentes só mudarão com a participação de vocês”.

O deputado Anderson do Singeperon (PV) falou que já esteve no TRE falando aos jovens como representante da ALE sobre o papel e limitações do legislador, pois “é preciso que todos saibam que temos limitações de atuação e que não podemos fazer tudo”.

O deputado Lazinho da Fetagro (PT) disse que a política tem muita coisa que não é mostrada, só aparece o lado ruim. Política é a arte do bem comum. A culpa do que acontece hoje é dos políticos e eles vem do meio da sociedade.

Falou ser contra muita coisa, como, por exemplo, as emendas parlamentares, que funcionam como barganha política ou para disfarçadamente, compra de votos. E finalizou afirmando que política não é profissão e nem é hereditária.

O deputado Dr. Neidson (PMN) disse ser importante o conhecimento da diferenciação das atribuições de cada poder. Parabenizou o TRE e os alunos por participarem deste momento, “pois todos nós precisamos hoje da política”, concluiu.

O deputado Aélcio da TV (PP) disse ser importante chegar às famílias a consciência política para que não eleja ou reeleja os maus políticos, por falta desta conscientização na hora de votar e eleger seus representantes.

O deputado Ribamar Araújo (PR) falou da importância da Lei da Ficha Limpa, que mesmo desfigurada na hora da votação, serviu para retirar muitos corruptos da política, mas que mesmo assim, os desonestos elegeram esposa, filhos, parentes. “Por isso é importante mudar consciências para que não se vote neste tipo de gente, corrupta e que compre votos”.

 

ALE/RO - DECOM – Geovani Berno
Foto: Gilmar de Jesus



FOTOS

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Os comentários são moderados