Deputado Ari Saraiva sugere parceria entre IICC e Detran para acelerar processo de confecção da nova carteira de identidade

por Natália Leite Lima publicado 30/11/2022 11h30, última modificação 30/11/2022 12h28
Parlamentar pede agilidade na confecção do material produzido pelo Instituto de Identificação Civil e Criminal.

Na sessão ordinária desta terça-feira (29), o deputado Ari Saraiva (PSB) fez uso da tribuna da Assembleia Legislativa de Rondônia para falar do clamor da população de Rondônia pela agilidade na confecção de carteiras de identidade que são produzidas pelo Instituto de Identificação Civil e Criminal (IICC).

Segundo o parlamentar, que já foi diretor do Shopping Cidadão de Ji-Paraná, o IICC precisa de um olhar diferenciado e da união de todos para continuar atendendo neste serviço tão primordial. “Durante os 4 anos que estive na diretoria do Shopping Cidadão, pude conhecer de perto o trabalho que o IICC realiza com a confecção das identidades e posso afirmar que é um órgão muito importante do Governo”, pontuou.

De acordo com Ari, mesmo diante da importância do serviço prestado pelo IICC, em pleno século XXI, o Estado de Rondônia está muito aquém. “As carteiras são feitas na capital e sabemos que elas podem demorar de 4 a 5 meses para ficarem prontas e diante de tantas tecnologias disponíveis, esse tempo é quase inadmissível. Eu conheço muitos servidores do ICC e vejo que é um órgão muito criticado, mas que quando você vai na sua essência, entendemos que eles estão precisando de um olhar diferenciado”, ressaltou.

Para o deputado é necessário fazer um “um chamamento aos nobres deputados e ao Governo de Rondônia para melhor a situação deste instituto tão importante. Estive recentemente com o diretor do IICC, o Alexsandro Queiroz e o datiloscopista Abdias Silva e eles me informaram que há empresa declinou do processo era responsável pelas melhorias que seriam realizadas no sistema utilizado hoje em dia”, frisou.

Falta de Insumos

O deputado apontou que uma das suas maiores preocupações com o Instituto é a falta de insumos. “Temos o conhecimento que hoje, para ser tirar a 2º via da carteira de identidade é necessário pagar um valor bem alto e o total deste valor no acumulado de 1 ano, dá em torno de R$1,4 milhão ou até R$ 1,7 milhão e este valor deveria ser utilizado para manter a própria estrutura do IICC, mas vemos na prática que isto não está acontecendo. Pois muitas vezes as identidades são transportadas em ambulâncias, em carros particulares, o Instituto não tem um veículo a sua disposição, por isso quero fazer este chamamento para que possamos nos unir forças e garantir aos servidores insumos para que eles consigam dar celeridade ao processo”, disse.

Parceira com o Detran

Segundo Ari Saraiva, um dos caminhos que podem ser seguidos para melhorar o serviço ofertado pelo IICC em Rondônia, é através de uma parceria com o Detran. “Estive hoje com o Diretor Geral do Detran, o Paulo Almeida e o Dr. Tiago Costa, e eles me indicaram que dá para fazer uma parceria, assim como já é feito em outros Estados do Brasil, entre eles o Rio de Janeiro, com o próprio Detran, que sempre fecha o ano com superávit”, disse.

O parlamentar aproveitou ainda, para parabenizar o trabalho que o Diretor Geral do Detran está realizando na pasta. “Já foram mais de R$ 24 milhões de investimentos na sinalização vertical e horizontal nos 52 municípios e agora contamos também, com o videomonitoramento em Porto Velho e Ji-Paraná, um projeto piloto, que logo estará em todos os municípios. O trabalho desse time merece nosso reconhecimento e no próximo dia 08 de dezembro, eles estarão levando o nome de Rondônia na premiação do Senatran, por todas as ações que realizaram neste ano de 2022”, finalizou.

Texto: Laila Moraes
Foto: Thyago Lorentz