Adelino Follador parabeniza presidente Bolsonaro por obra na BR-319

por Ronaldo Afonso do Amaral publicado 18/11/2019 09h51, última modificação 18/11/2019 09h51
Parlamentar diz que pavimentação integrará a Amazônia e abre mercado para Rondônia


O deputado Adelino Follador (DEM) recebeu com alegria o anúncio feito pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), sobre o asfaltamento da BR-319, que liga Porto Velho a capital amazonense, Manaus. 

O parlamentar disse que este é um sonho antigo do povo amazônico, especialmente de Rondônia, principalmente em relação a fatores econômicos, envolvendo a piscicultura, pecuária e de modo especial a Agricultura Familiar. 

“Quero parabenizar o presidente da república, Jair Bolsonaro, e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, que anunciaram esta obra que vai ajudar muito o desenvolvimento de Rondônia, pois vai abrir a possibilidade de produzirmos mais para atender um grande mercado que é Manaus, pois eles produzem pouco e tem uma grande demanda, com a BR-319 concluída, nossos produtos poderão sair daqui à noite e na manhã do dia seguinte estará abastecendo o mercado consumidor da capital amazonense”, disse otimista o deputado Adelino. 

Follador também disse que já ouviu pessoas dizendo que vão deixar de produzir em Manaus e vir para Rondônia, entendendo as vantagens que têm em produzir no Estado, dada a facilitação logística e de custos que será melhor para atender Manaus e outros mercados. 

Em seu anúncio, o presidente Jair Bolsonaro, disse: “É um velho sonho de todos ali de Rondônia e Amazonas, e o ministro Tarcísio já está concluindo a licitação e estará começando a primeira parte da pavimentação da BR-319 no início do ano que vem, e em 2021 toda BR-319 estará em obras, isto é uma boa notícia para o pessoal da região, são mais de 900 quilômetros no total, parabéns ao Tarcísio e ao pessoal de Rondônia e do Amazonas”, anunciou Jair Bolsonaro. 

Outro fator positivo é que beneficiará cerca de 500 mil pessoas do Estado de Roraima e mais de 2 milhões e 200 mil de Manaus e outros municípios do Amazonas, num total de mais de 3 milhões de pessoas que sairão do isolamento terrestre, única região brasileira nesta condição. 

Adelino destacou a Caravana em que participou em outubro de 2015, onde percorreu, junto com outras autoridades, todo trajeto da BR-319, e naquela ocasião o deputado criticou a posição do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) em relação às barreiras colocadas para a execução das obras de manutenção e recuperação da estrada, observando que não se tratava de uma nova obra, e que a rodovia existe há décadas, e que embora mal conservada (abandonada) continuava sendo usada em todo seu percurso como única e relevante alternativa para a economia e integração de todos os povos que habitam suas margens e aos pontos que unem – Porto Velho e Manaus. Ainda chamou a atenção para os aspectos econômicos que a obra encerra. 

Segundo ele, olhando apenas para a pequena faixa territorial rondoniense nos limites com o Amazonas, já era possível constatar uma efervescência produtiva de alta produtividade de grãos (soja e milho, principalmente) e de gado de corte e peixe com expressiva importância para a economia de Rondônia. Já do lado do Amazonas, boa parte da economia e o projeto de desenvolvimento da região passam obrigatoriamente pela BR-319. 

Para o deputado não há como negar a importância da rodovia, pela influência da Zona Franca de Manaus nos negócios da região, e também, entre as outras oportunidades mencionadas. 

“Na época a caravana passou a ter caráter oficial, para que o Governo Federal e suas instituições atendessem a importância desta obra e fosse dada prioridade de execução. Há exatos 4 anos depois da Caravana veio a resposta, em um governo que passa total confiança de tornar realidade, assim como o previsto, com início agora em 2020 e obras em toda sua extensão até 2021”, concluiu Adelino.

Texto: Assessoria

Foto: Marcos Figueira-Decom-ALE/RO

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.