Aélcio da TV cobra indenização para moradores que vivem perto ao Porto Graneleiro

por Ana Carolina Custódio publicado 29/07/2020 09h25, última modificação 29/07/2020 09h40
Deputado afirma que as famílias respiram poeira da soja e estão ficando doentes

O deputado Aélcio da TV (PP) solicitou ao governo estadual indenização para as poucas famílias que habitam o entorno do Porto Graneleiro, em Porto Velho. O pedido foi feito durante sessão plenária na Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (28).

De acordo com o parlamentar, os habitantes do local são obrigados a respirar a poeira proveniente dos resíduos da soja. Ele afirma, com base em imagens enviadas pelas pessoas que sofrem com o problema, que a situação é gravíssima.

A inalação constante destas partículas, conforme Aélcio, pode levar a pessoa até a contrair câncer. Mas, segundo afirma, as doenças respiratórias já se manifestam entre os moradores. Ele relata ainda que os afetados por essa toxidade, não têm poder econômico para adquirir imóvel em outro bairro da Capital.

O deputado pediu posicionamentos também, acerca do assunto, do Ministério Público e das autoridades de saúde. Ele acredita que é um caso típico para que esses imóveis sejam desapropriados e as famílias sejam indenizadas para aquisição de novas moradias.

O deputado voltou a cobrar que os médicos, formados fora do Brasil, possam ter o diploma revalidado em Rondônia, a exemplo do que ocorria até 2017. Ele pede que o benefício seja concedido pelo menos enquanto durar a pandemia provocada pelo novo coronavírus.

Texto: Antônio Pessoa-ALE/RO

Foto: Marcos Figueira-ALE/RO