Anderson do Singeperon favorável à aprovação do projeto que prevê aumento da cota do reservatório

por Igor_Cruz — publicado 11/04/2018 16h28, última modificação 11/04/2018 16h28
Deputado alegou que projeto é uma forma de garantir a sobrevivência dos municípios de Rondônia...

 

Em seu discurso durante a sessão ordinária desta quarta-feira (11), o deputado Anderson do Singeperon (Pros) afirmou que é favorável à aprovação Projeto de Lei Complementar nº 102/2016, de autoria do Poder Executivo, que altera dispositivos da Lei Complementar nº 633/2011. O projeto dispõe sobre a exclusão de áreas da Estação Ecológica Estadual Serra Três Irmãos, da Área de Proteção Ambiental Rio Madeira, da Floresta Estadual de Rendimento Sustentado do Rio Vermelho C, da reserva extrativista Jacy Paraná, e destina essas áreas para formação do lago artificial da barragem da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio.

“Em 2017 eu era contrário ao projeto, mas agora sou favorável. Esses R$ 51 milhões poderão garantir a sobrevivência dos nossos municípios que hoje não possuem ambulâncias para transportar os doentes que precisam vir para a Capital”, explica.

Segundo o parlamentar, em uma visita realizada na comunidade Joana Darc, distante 80 quilômetros da capital, foi possível constatar que o posto de saúde construído há quase 7 anos com dinheiro de compensação das Usinas do Rio Madeira está com as portas fechadas.

“O posto foi construído para atender aquela comunidade, porém por falta de gestão está fechado. Não podemos colocar a culpa de todos os problemas do Estado nas usinas. Precisamos abrir CPI’s e investigar onde as compensações foram aplicadas e dessa forma cobrar a responsabilidade de quem tem”, finalizou Anderson.

 

ALE/RO - DECOM - Laila Moraes 
Foto: Lusângela França

registrado em: