Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Assembleia / Notícias / Assembleia Legislativa homenageia membros do Ministério Público

Assembleia Legislativa homenageia membros do Ministério Público

por Igor_Cruz — publicado 26/11/2015 14h59, última modificação 26/11/2015 14h59
Integrantes da PM, da medicina, da música e da beleza também foram condecorados com títulos honoríficos...

 

A Assembleia Legislativa, na manhã desta quinta-feira (26), realizou sessão solene e prestou homenagem com a entrega de título de cidadão de Rondônia, título de honra ao mérito legislativo e voto de louvor a membros do Ministério Público do Estado de Rondônia, integrantes da Policia Militar, representantes da música, da beleza e da medicina. O evento foi proposto pelos deputados Hermínio Coelho (PSD), Lúcia Tereza (PP) e Leo Moraes (PTB) e prestigiado por parlamentares, autoridades constituídas, operadores do direito, representantes classistas, militares e familiares dos agraciados.

Coube ao deputado Hermínio Coelho presidir a mesa dos trabalhos, da qual participou o procurador-geral de justiça, Airton Pedro Marin; promotores Flávia Shimizu (Ampro) e Heverton Alves de Aguiar (ex-procurador-geral de justiça); Secretário da Sesdec, Carlos Reis, e os deputados Lúcia Tereza, Leo Moraes e Jesuíno Boabaid.

Hermínio explicou que a homenagem é um distintivo pelo trabalho que o Ministério Público realizou no período de 2011 a 2015 no combate a corrupção e ao crime organizado no Estado de Rondônia. Fez questão de frisar que a coisa mais importante do ser humano é a esperança, citando a ministra Carmem Lúcia, do STF, no combate a corrupção no Brasil.

O parlamentar observou que “os políticos, em muitas vezes, não cumprem seu papel, mas a maioria é de gente boa, mas acredita que a população eleja pessoas melhores nas próximas eleições”. O parlamentar deixou claro que a melhor coisa da Constituição de 88 foi conferir autonomia ao MP.

Já a deputada Lúcia Tereza, ao afirmar que possui experiência na vida pública, lembrou que ajudou a construir Rondônia e disse que o MP sempre foi exemplo não só para Rondônia, mas para o Brasil. Falou que os demais Estados brasileiros sempre buscaram referência aqui.

Lúcia comentou, ainda, que os jovens têm a obrigação de corrigir os erros dos jovens mais antigos. “O Brasil deve a Rondônia, aos pioneiros”, acentuou. Observou que Jorge Teixeira (ex-governador de Rondônia) sempre lutou pelo trabalho. Ela comentou que o Tribunal de Contas deixa errar para depois punir, mas o MP atua de forma diferente. De forma direta, garantiu que o MP de Rondônia é sério, não é corrupto.

“E é por isso que a Assembleia homenageia não para agradar, mas para reconhecer o trabalho realizado. Tem coisa que vale mais que dinheiro: reconhecimento. O MP tem que fazer para a sociedade e não para a society”, desabafou e defendeu a unidade familiar.

O deputado Jesuíno Boabaid (PT do B) disse que a Assembleia reconhece quem trabalha. Falou do fato triste de um senador da República ser preso, demonstrando que não há mais intocáveis. Disse que a liberdade é a melhor coisa e lamentou que o Brasil sofra hoje a instabilidade política, mas acredita em dias melhores.

Ele defendeu a ação de investigar. No entanto, comentou que há pessoas que se aproveitam desse fato para tentar prejudicar pessoas. Falou das operações dos órgãos.

Em seguida, a deputa Lúcia Tereza entregou as comendas a major PM Sandra Guimarães. Já Leo Moraes ressaltou que todas as vezes que chamam o MP ele comparece à Assembleia. Enalteceu ao ex-procurador-geral de justiça, Herverton Aguiar, pelo trabalho realizado quando esteve no comando do Ministério Público.

Falou sobre os homenageados e entregou as comendas aos integrantes da Banda Versalle e à miss Rondônia Gabriela Rossi. Os deputados Dr. Neidson(PTdoB), Hermínio Coelho e Leo Moraes condecoraram os promotores Anderson Batista de Oliveira, Marcus Alexandre de Oliveira, Otávio Xavier de Carvalho Junior, Pedro Abi-Eçab e Rogério José Nantes e o procurador Eriberto Gomes Barroso. Leo Moraes entregou o título ao comandante da PM, coronel Nilton Gonçalves Kisner e ao médico Renato Roriz.

Falou em nome dos homenageados do Ministério Público, o procurador Eriberto Barroso. Disse acreditar que o Estado de Rondônia está mudando. Classificou os promotores de guerreiros, observando que teve o prazer de comandar o Caex no período de 2011 a 2015.

Falou de aprendizado e sofrimento familiar e destacou o trabalho progressista do ex-procurador-geral de justiça, Heverton Aguiar, por dar carta branca ao grupo de trabalho no desenvolvimento das ações de combate ao crime organizado, levando o reconhecimento da instituição em nível de Brasil.

“O título que hora recebemos é título de virtude conferido a quem, no exercício de sua atribuições, conseguiu o reconhecimento público pelos trabalho prestados à sociedade. Para o grupo, é a honraria singular”, disse Eriberto ao fazer um breve histórico da existência de organizações criminosas no Brasil.

Antônio Carlos Reis, secretário da Sesdec, parabenizou os homenageados. Destacou a atuação da Polícia Militar e do MP. Rômulo falou em nome da Versalle. Pediu mais apoio aos artistas. E que estão mudando de cidade. A miss Gabriela agradeceu e também pediu mais apoio, enquanto que o médico Renato Roriz agradeceu e falou sobre a criação da residência médica em Rondônia. Disse acreditar na educação para se mudar. 

Já o coronel Kisner agradeceu. Falou sobre os 40 anos da Polícia Militar. Disse que a instituição tem o legado de ajudar a construir Rondônia. Segundo ele, a PM está em todos os 52 municípios, servindo e protegendo a sociedade. Ele lembrou a origem com a Guarda Territorial.

Por fim, Hermínio Coelho destacou os homenageados e assegurou que todas as denúncias que levou ao Ministério Público foram investigadas.

 

ALE/RO - DECOM - [Carlos Neves]

Foto: José Hilde



FOTOS


Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.