Comissão Especial relata sobre trabalho realizado no Mato Grosso

por Igor_Cruz — publicado 25/09/2017 17h43, última modificação 25/09/2017 17h43
Parlamentares voltaram impressionados com a quantidade de recursos que já retornaram aos cofres públicos, após atuação do Comitê...

 

A Comissão Especial para averiguar possíveis irregularidades na concessão de benefícios para o grupo JBS, presidida pelo deputado Hermínio Coelho (PDT), esteve no Estado do Mato Grosso onde puderam constatar o trabalho realizado por um Comitê interinstitucional que já conseguiu restituir aos cofres públicos quase R$ 1 bilhão entre grupo JBS, Votorantin entre outras.

O deputado Hermínio destacou que o trabalho realizado no MT não é capitaneado pela Assembleia, mas pelo Ministério Público, Procuradoria e Controladoria estadual, entre outros órgãos fiscalizatórios, e já recuperaram mais de R$ 300 milhões somente do grupo JBS.

O parlamentar disse que a comissão da ALE irá procurar os órgãos para tentar montar aqui o mesmo comitê do Estado vizinho, com o apoio do governo do Estado, será recuperado muito dinheiro para ser reutilizado pelo Estado.

Hermínio salientou que Mato Grosso está encaminhando a documentação completa para que se consiga analisar detalhadamente e partir para o trabalho em Rondônia. “Até porque, o próprio sócio da JBS, Joesley Batista, afirmou em delação que todas as isenções foram compradas”.

Jesuíno Boabaid (PMN) disse que não entende os motivos de a Assembleia Legislativa não estar no Comitê, até porque consta na Constituição a fiscalização de todas as instituições públicas.

Hermínio disse que a Assembleia não irá abrir mão de participar, até porque somos nós que estamos levantando este tema. Vamos começar pela JBS que está em evidência, a Votorantin e até as próprias usinas.

O advogado da ALE que acompanhou os parlamentares, Leme Bentes Lemos, ressaltou que o foco principal do comitê foi que as empresas receberam créditos e tinham que cumprir contrapartidas, mas não geraram os empregos prometidos nem outras obrigações. Constatada a fraude, fizeram acordo e estão devolvendo dinheiro que já ultrapassa R$ 1 bi entre todas as empresas.

O presidente Hermínio e Boabaid definiram que o próximo passo será focar no grupo JBS, tentar reunir as instituições públicas e o Executivo e juntos montarem o Comitê para verificar as questões das isenções.

 

ALE/RO - DECOM - Geovani Berno
Foto: José Hilde



FOTOS


Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.