Comissão Temporária Especial do Beron convida governador Daniel Pereira para discutir renegociação da dívida com a União

por Igor_Cruz — publicado 07/08/2018 09h50, última modificação 07/08/2018 16h58
Hermínio Coelho e Jesuíno Boabaid repudiam relatório que reparcela dívida do Estado por mais 30 anos e pedem que a Casa não aprove a matéria...

 

A Comissão Especial destinada a apurar o montante da dívida do Estado de Rondônia com o Banco Central, relativa ao extinto Beron, na reunião de segunda-feira (6), aprovou a sugestão do relator, Jesuíno Boabaid (PMN), e convidará o governador Daniel Pereira (PSB) para a próxima reunião da comissão, no dia 13 de agosto.

Boabaid e o presidente, Hermínio Coelho (PCdoB) pedem que o chefe do Executivo se manifeste ao relatório dos procedimentos de renegociação da dívida do Estado perante a União, em conformidade aos aditivos de ratificação ao contrato de confissão, assunção, consolidação e refinanciamento de dívidas.

 Hermínio Coelho e Jesuíno Boabaid são contrários ao Projeto de Decreto Legislativo de autoria da Mesa Diretora da ALE, que trata da aprovação do relatório. Os parlamentares encaminharam a Mesa Diretora, memorando solicitando a não aprovação do projeto enquanto todas as atividades da Comissão não forem esgotadas, uma vez que a matéria ainda está em tramitação na Casa.

Hermínio afirma que o Estado já pagou muito mais do que efetivamente deveria pela dívida do Beron e que pelo visto vai continuar pagando.

“O governo já pagou mais de R$ 2 bi em dívidas e com esse acordo com a União, o 7º aditivo, o Estado deverá pagar mais R$ 7 bi em 30 anos. Se a Assembleia aprovar essa renegociação estará assinando a sentença de morte de Rondônia, pois afetará diretamente o desenvolvimento do Estado’, declarou Hermínio.

Jesuino Boabaid disse não acreditar que os demais deputados tenham coragem de aprovar a ratificação da dívida. Boabaid solicitou cópias da CPI do Beron, instaurada em 1997 e que tinha como presidente, o ex-deputado federal e atual governador de Rondônia, Daniel Pereira.

“As cópias dos trabalhos da CPI devem ser juntadas ao relatório da nossa Comissão para que possamos, junto com o governador Daniel Pereira, levantar todas as informações pertinentes a essa dívida, inclusive, saber de fato quem são os devedores”, ressaltou Boabaid que também sugeriu a ida da Comissão a Brasília para buscar uma melhor negociação para Rondônia.


ALE/RO - DECOM - Juliana Martins
Foto: Ana Célia 


FOTOS