Deputada Cássia repudia caso ocorrido com criança autista em Porto Velho

por Ana Carolina Custódio publicado 20/08/2021 10h33, última modificação 20/08/2021 10h33
Criança foi expulsa da sala de aula por professora que alegou falta de cuidadores disponíveis

A deputada estadual Cássia Muleta (PODE) demonstra, através desta, seu total repúdio ao comportamento da professora de uma escola de Porto Velho, que expulsou uma criança com espectro autista de sala, gerando grande desconforto e humilhação para a criança e seus familiares.

A mãe do menino de 9 anos, a enfermeira Mabel Colares procurou as redes sociais para informar sobre o ocorrido e externar seu compreensível sofrimento diante da situação. É sabido que, pela Lei Brasileira de Inclusão, tanto as escolas públicas quanto privadas devem possuir cuidadores e estrutura para atender crianças portadoras de necessidades especiais, para assegurar seu pleno acesso à educação e sociabilidade, o que não demonstrou ocorrido no caso em comento. A educadora alegou que retirou a criança de sala por não haver cuidador para atendê-lo, o que é inaceitável e não merece prosperar. Importante salientar que ao retomar as aulas, a escola havia confirmado que o aluno poderia retornar, mas chegado o momento, não havia cuidador disponível.

A Parlamentar, que é Membro da Comissão da Criança, Adolescente e Idoso na Assembleia Legislativa de Rondônia, e além disso mãe e avó dedicada, considerou a situação extremamente grave e se disponibiliza a auxiliar todas as mães de crianças especiais no que estiver ao alcance, colocando seu gabinete à disposição. "Violência contra a criança NÃO!"

Texto: Assessoria

Foto: Diego Queiroz-ALE/RO