Deputado Airton defende novos voos a Ji-Paraná

por Igor_Cruz — publicado 16/03/2016 15h50, última modificação 16/03/2016 15h50
Parlamentar diz que é necessário manter os vôos para a capital...


O deputado Airton Gurgacz (PDT), participou na manhã de terça-feira (15), da reunião da Comissão Indústria, Comércio, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa onde defendeu a ampliação do número de voos regulares para Ji-Paraná e a manutenção dos para a capital. A Companhia Aérea Gol anunciou o fim das operações com destino a Rio Branco, no Acre, bem como o corte de outras três rotas com chegada e saída à Porto Velho.

De acordo com o deputado Airton, o Aeroporto José Coletto, de Ji-Paraná tem plenas condições técnicas e de infraestrutura para receber voos de aeronaves grandes. Havia um compromisso da companhia que opera rota a partir do município, de disponibilizar uma aeronave do tipo jato, o que não tem acontecido e o serviço prestado atualmente é de um avião com capacidade máxima de 96 lugares.

Atualmente, a partir do Aeroporto José Coleto está sendo operada apenas uma rota aérea, que liga Ji-Paraná à capital do Mato Grosso, Cuiabá, e a partir de lá, diversas conexões. Ao explanar a necessidade de novos voos regulares a partir de Ji-Paraná, o deputado Airton Gurgacz afirma que se faz urgente a instalação de uma linha entre Ji-Paraná e Porto Velho, para que os passageiros possam ter agilidade nos seus afazeres na capital, reduzindo o tempo de deslocamento, podendo ir e voltar à capital no mesmo dia, sem a necessidade de pernoite.

Também participaram da reunião da comissão os deputados Aélcio da TV (PP) e Léo Morais (PTB), que por sua vez convidou os demais colegas a participarem de uma reunião com diretores da Agência Nacional de Aviação (ANAC), no próximo dia 6 de abril em Brasília, onde estarão presentes também os diretores das companhias aéreas que operam no Estado de e diretores da agência reguladora.

O deputado afirmou que a Assembleia e o Estado estarão bem representados pelo deputado Leo Moraes, pelos senadores e deputados federais que deverão participar da reunião, mas sugeriu ao parlamentar, que em nome de todos os rondonienses, cobre da ANAC e das companhias aéreas a revisão dos preços das passagens para os demais centros do estado. Segundo o deputado, não é justo que a população rondoniense pague quase o dobro do valor para um trecho com a mesma distância como é o caso de Porto Velho a Brasília e Porto Alegre a Brasília, onde se verifica enorme diferença de valores das tarifas, mesmo considerando a mesma milhagem aérea.

“Se temos a mesma distância, as aeronaves estão saindo com a ocupação quase lotada, não há porque existir essa diferença de valores. Isso precisa ser revisto, para que o povo de Rondônia não seja prejudicado, pagando mais pelos mesmos benefícios dos demais estados”, afirmou Airton.

 

ALE/RO - DECOM - [Assessoria Parlamentar]

Foto: José Hilde

 

registrado em: ,