Deputado Alan Queiroz pede continuidade da obra do Hospital de Guajará-Mirim

por Jocenir Sérgio Santanna publicado 31/08/2021 18h30, última modificação 31/08/2021 18h30
O parlamentar também disse que o hospital de Extrema não tem estrutura para receber a população.

O deputado Alan Queiroz (PSDB), durante o pequeno expediente da sessão ordinária desta terça-feira (31), disse que não pode se calar aos desmandos que tem acontecido na Secretaria de Estado da Saúde. O parlamentar disse que esteve em Guajará-Mirim e praticamente todas as pessoas com as quais conversou cobraram a continuidade da obra do hospital, parada há oito anos.
“Não se sabe por que não avança, não se concretiza. Conversei com a prefeita Raissa Bento, e em meu entendimento o hospital deveria ser mantido pelo Estado, porque ali passa a média complexidade. Manter o hospital ocupa muito do orçamento da gestão da prefeitura. Uma competência do Estado está sendo passada para o município”, explicou Alan Queiroz.
O parlamentar disse que também esteve na Ponta do Abunã, onde visitou o Hospital Regional de Extrema e se assustou com estrutura inapropriada para receber a população. Alan Queiroz citou que o aparelho de Raios-X, fruto de uma emenda parlamentar do deputado Ezequiel Neiva (PTB), está em uma caixa desde que chegou lá.
“Nem sequer instalaram o equipamento, que está no corredor. Solicitei uma explicação, para saber a razão disso. Me disseram que é porque não havia dinheiro para pagar a diária de um técnico. Quero saber se é verdade”, prosseguiu o deputado Alan Queiroz.
O parlamentar também solicitou ao DER que ajude o município na manutenção das linhas da Ponta do Abunã. Ele detalhou que Porto Velho tem mais de 7 mil quilômetros de linhas, e não é possível para a prefeitura cuidar de todas elas.

 

Texto: Nilton Salina/ALE-RO

Foto: Diego Queiroz/ALE-RO