Deputado Anderson leva reivindicações dos policiais penais e agentes socioeducativos ao presidente da ALE/RO

por Ana Carolina Custódio publicado 06/07/2021 18h38, última modificação 06/07/2021 18h38
Em reunião, foram discutidas melhorias salariais e valorização das carreiras

No início da tarde desta terça-feira (6), a pedido do deputado estadual Anderson Pereira (PROS), os deputados estaduais se reuniram sob a presidência do deputado Alex Redano (Republicanos) com representantes sindicais, policiais penais de vários municípios do Estado, bem como agentes de segurança socioeducadores, para apresentar aos parlamentares, na intenção de pressionar o governo, uma série de reivindicações como melhorias salariais e valorização das carreiras.

O presidente da Assembleia Legislativa disse que a Assembleia conhece as dificuldades e está de portas abertas para contribuir com a construção de um diálogo com o Governo, que possibilite avanços que contemplem os anseios dos servidores.

"É uma pauta justa e que conta com apoio irrestrito desta Casa. Os policiais penais realmente estão com os salários defasados, assim como os agentes socioeducativos, e aguardam uma posição do Governo sobre melhorias, que nunca acontecem. Aproveito para cobrar uma postura mais efetiva por parte do secretário da Sejus, Marcos Rito, que tem deixado a desejar enquanto gestor", destacou Redano.

A situação dos servidores da Sejus e Fease é caótica, pois desde 2013 não recebem nenhum reajuste ou política de valorização, com os salários tendo o seu poder de compra reduzido a cada ano, com a inflação.

Anderson disse que as pautas encaminhadas pela Sejus estão trancadas na Casa, a pedido dele e aceito pelo presidente Alex Redano. "Não queremos radicalizar, pois entendo que o diálogo é o melhor caminho possível. O Governo há quase três anos promete encaminhar o PCCR, mas não avança. Agora, não podemos aceitar que os policiais penais fiquem de fora do reajuste que está sendo dado à segurança pública", acrescentou.

Anderson também criticou a demora em enviar a regulamentação dos policiais penais. "Não tem nenhum ônus para o Governo, mas ainda assim é demorado e não tem uma explicação para essa falta de ação da Sejus".

Participaram do encontro os deputados Jair Montes (Avante), Dr. Neidson (PMN), Ismael Crispin (PSB), Luizinho Goebel (PV), Adelino Follador (DEM) Cassia Muleta (Podemos), Cirone Deiró, Geraldo da Rondônia, José Lebrão (MDB), Edson Martins (MDB) e Ezequiel Neiva (PTB). Todos manifestaram apoio à causa dos policiais penais e dos agentes socioeducativos e apoiam um encontro das categorias com o governador, em busca de um entendimento que traga benefícios aos servidores, dentro das possibilidades do Estado.

Texto: Assessoria

Foto: Diego Queiroz-ALE/RO