Deputado denuncia situação de escolas estaduais

por Igor_Cruz — publicado 10/04/2015 15h55, última modificação 10/04/2015 15h55
De acordo com o deputado Hermínio Coelho, “existe efetivamente um grande processo de sucateamento, abandono e descaso do Governo Estadual em relação às escolas estaduais...

 

O deputado Hermínio Coelho (PSD) disse hoje que, lamentavelmente, “o Estado se encontra mergulhado na mais profunda crise moral, ética, política e de gestão, cujos reflexos aparecem principalmente em setores vitais como a segurança pública, saúde e educação”. Informou o deputado que “o caos se instala na rede pública estadual de ensino, que vem funcionando de forma capenga, graças ainda, ao trabalho abnegado de muitos profissionais da educação”.

De acordo com o deputado Hermínio Coelho, “existe efetivamente um grande processo de sucateamento, abandono e descaso do Governo Estadual em relação às escolas estaduais, fator este agravado, quando o governador Confúcio Moura resolveu em seu primeiro mandato transformar a Secretaria Estadual de Educação, num órgão de barganha partidária, impondo sucessivos improvisos, com titulares completamente divorciados da área educacional”.

Afirmou o parlamentar que, na prática, se observam reformas em escolas que iniciaram há três anos e até agora não foram concluídas, mas enquanto isto, “o desperdício do dinheiro público aconteceu”.

Declarou o deputado Hermínio Coelho que as escolas estão sujas, depredadas, com salas de aula às vezes não contando sequer com um ventilador, além da gritante falta de laboratórios, materiais didáticos e equipamentos de educação física. Observou ele que esta situação se agrava com a desmotivação e a insatisfação dos trabalhadores da educação.

“O diagnóstico organizacional da educação rondoniense é grave, muito grave, e pode piorar ainda mais, diante do movimento grevista em articulação, em decorrência de o governador, além de ignorar e menosprezar este segmento, também se recusar em pagar pelo menos as perdas decorrentes da inflação, que é uma garantia constitucional”, observou Hermínio Coelho.

O deputado se solidarizou com os pais de alunos e alunas do Instituto de Educação Carmela Dutra, que recorreram ao Ministério Público Estadual em busca de soluções para a falta de professores de sete disciplinas, comprometendo assim o ano letivo de seus filhos. O documento foi entregue no MP com mais de 600 assinaturas. Mas segundo o deputado, a falta de professores não é efetivamente uma situação só do Carmela Dutra, pois em outras escolas da capital e em todo interior do Estado se verifica a falta de professores de várias disciplinas.

Ao concluir, o deputado Hermínio Coelho afirmou que a situação é tão grave que no colégio modelo do Estado, no caso o Instituto de Educação Carmela Dutra, os alunos, alunas, professores e professoras estão fazendo a limpeza das salas de aulas, diante da falta de zeladoras.

“Acontece que para um colégio com a dimensão do Carmela Dutra com milhares de alunos, só existe três zeladoras. Isto é uma vergonha. Esta é a realidade de Rondônia”, afirmou Hermínio.

 

ALE/RO - DECOM - [Paulo Ayres]

Foto: José Hilde

registrado em: