Deputado diz que povo é assaltado mensalmente pela Caerd e Eletrobrás

por Igor_Cruz — publicado 18/05/2016 00h14, última modificação 18/05/2016 00h14
Hermínio Coelho afirma que estatais cometem abusos, prejudicando a população...

 

O deputado Hermínio Coelho (PDT) disse que o povo de Rondônia é mensalmente assaltado pela Caerd e Eletrobras, diante dos valores absurdos cobrados nas contas de água e luz. A declaração foi durante pronunciamento em sessão plenária  da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (17), e recebeu manifestações favoráveis do deputado Jesuíno Boabaid (PMN) e da deputada Lúcia Tereza (PP).

Segundo o deputado Hermínio Coelho, em Rondônia existem vários tipos de assaltantes e ladrões. No entanto, prosseguiu, “nenhum destes assaltantes e ladrões se iguala em periculosidade a essa tal Eletrobras e a Caerd”.  Ainda segundo o parlamentar, ninguém mais aguenta pagar uma conta com valores astronômicos, pois uma simples casa em um conjunto habitacional, com apenas dois ares-condicionados funcionando, tem que pagar uma conta de luz no valor de R$ 1.500,00 por mês.

Durante pronunciamento, ele citou o caso de uma doméstica, moradora em um bairro periférico da capital, que ganha um salário mínimo mensal, mas que agora enfrenta um verdadeiro drama, diante de uma conta de luz no valor de R$ 600,00. Para Hermínio, o pior ainda é que infelizmente os rondonienses não têm a quem reclamar.

Na sequência, Hermínio Coelho disse que a situação dos rondonienses é humilhante, e enquanto faltam respostas na Caerd, na Eletrobrás a desculpa é sempre a mesma, excessos de “rabichos” nas áreas de ocupações, e os casos de “gatos”, as ligações clandestinas.

Para o deputado, em outras regiões do País, não se constata estes absurdos, citando casos de contas de luz e água nos Estados de Goiás e São Paulo.

Hermínio Coelho disse que o povo paga por não existir outra saída, diante da ameaça iminente de corte do fornecimento de água ou luz, dependendo da situação. “O povo é assaltado todo mês pela Eletrobras e Caerd.  O povo acaba sendo assaltado legalmente. A corrupção, neste caso, acaba sendo legalizada e a Eletrobras continua a roubar de forma descarada”, declarou o parlamentar.

Ao final, o deputado anunciou a formulação de requerimento na Assembleia Legislativa no sentido de que seja constituída uma comissão para apurar minuciosamente estas cobranças de contas de água e luz no âmbito de Rondônia. Destacou, também, que se necessário haverá manifestações diretas nas usinas do rio Madeira, “pois a conta de luz é seguramente criminosa”.

Em aparte, a deputada Lúcia Tereza (PP) também criticou os valores considerados absurdos da conta de luz e lamentou a atuação da Eletrobras no interior. Segundo ela, o serviço de manutenção é falho, além de faltar peças de reposição. “Para atender o município de Pimenta Bueno, esta estatal disponibiliza apenas um carro e dois funcionários, que muitas vezes improvisam diante da falta de peças, visando atender mesmo de forma precária a população”, encerrou.

 

ALE/RO - DECOM - [ Assessoria Parlamentar ]

Foto: Ana Célia

registrado em:
jair ramos
jair ramos disse:
19/05/2016 02h30

Parabéns Sr.deputado, estamos como Sr,se todos nessa casa fossem como o Sr.teríamos um pais melhor, contamos com o Sr.para lutar por nossa população.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.