Deputado Dr. Neidson explica atuação durante o recesso

por Ronaldo Afonso do Amaral publicado 18/02/2020 18h32, última modificação 18/02/2020 18h32
O parlamentar citou que nesse período foi evitada uma greve na área de saúde

 

Na sessão desta terça-feira (18), o deputado Dr. Neidson (PMN) disse que durante o recesso tratou de diversos temas ligados à saúde, e um deles foi o Plano de Carreira dos servidores. O parlamentar adiantou que a categoria estava prestes a entrar em greve, mas isso foi evitado devido à obtenção de uma conquista: o aumento do valor do auxílio-alimentação de R$ 100 para R$ 250. 

“Foi uma conquista devido a uma atuação que tivemos. E a partir de primeiro de março uma empresa foi confeccionar o PCSR dos servidores da saúde para ser enviado para a Assembleia Legislativa. Peço o apoio de todos para votar esse plano o mais breve possível. Assim que chegar vamos dar o parecer em plenário”, solicitou. 

Dr. Neidson também tratou, em seu discurso, da militarização de escolas em Guajará-Mirim, Jaru, Ouro Preto do Oeste, Cacoal e Alta Floresta. “Em Guajará temos um índice altíssimo de uso de drogas. Com a militarização conseguiremos reduzir esses números”, assegurou. 

O deputado explicou que, durante o recesso, também visitou unidades de saúde como o Hospital de Base, João Paulo II e Cosme e Damião, e que a reclamação maior foi a falta de efetivo e de materiais. 

“Hoje tivemos reunião com o sindicato da área de enfermagem. Queriam trocar plantões de 12 horas por de seis horas, dizendo que o horário estaria afetando as cirurgias. Mas conseguirmos resolver mais esse impasse”, esclareceu.

Texto: Nilton Salina-Decom-ALE/RO

Foto: Marcos Figueira-Decom-ALE/RO

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.