Deputado Marcelo Cruz participa da Sessão Solene em homenagem ao Centenário da Assembleia de Deus em Rondônia

por Amanda Laíza Tanaka publicado 03/03/2022 12h40, última modificação 03/03/2022 12h40
O deputado estadual Marcelo Cruz (PATRIOTA), participou na última sexta-feira, 25, de maneira virtual da Sessão Solene que homenageou o Centenário da Igreja Assembleia de Deus no estado de Rondônia.

O deputado estadual Marcelo Cruz, agradeceu aos presentes e frisou sua participação na história da Igreja. “A Paz do Senhor, infelizmente devido à compromissos no interior não pude estar fisicamente nesta homenagem, e gravei este vídeo para parabenizar todos os pastores e os membros em geral por este momento ímpar em nossa história. Agradeço ao deputado Ezequiel Neivas, ao qual realizamos juntos este requerimento para homenagear esta festa linda. Faço parte desta história, há 30 anos, onde fui envolvido com os trabalhos da igreja, como músico, no conjunto dos adolescentes, na juventude da Umadvel e Novos Convertidos, e muitas outras atividades. A Igreja Assembleia de Deus, antes mesmo de RONDÔNIA se tornar estado, já estava aqui. Parabéns a todos os membros que fizeram parte desta história”, falou o deputado.

Logo em seguida o vereador Isaque Machado (PATRIOTA), agradeceu a presença de todos os homenageados e presentes. “Cumprimento a todos os presentes com a paz do Senhor, é uma alegria muito grande, poder estar aqui participando desta solenidade, tão importante para nossa cidade. Quero falar um pouco sobre o deputado Marcelo Cruz que não pode estar presente, devido às agendas de entregas no interior, que já estavam marcadas. É um marco muito grande podermos participar destes 100 anos, faço parte desta história, sou filho do saudoso Pastor Lino Machado, que realizou vários trabalhos no baixo, médio e alto madeira, na BR-364, em vários setores de Porto Velho. Parabéns a todos os pastores, ao deputado Ezequiel por esta linda homenagem”, disse o vereador.

A Conselheira da OAB-RO, Marisselma Mariano, cumprimentou a todos em nome da irmã Lindoína Holder, e Ivonete dos Santos. Em seguida pediu a todos um minuto de silêncio pelas vítimas da guerra entre a Rússia e a Ucrânia. Após, parabenizou a todos os membros, e incentivou os pastores a continuar trabalhando em prol das vidas que necessitam de ajuda.

O Subprocurador Geral de Justiça, Eriberto Gomes Barroso, que na ocasião representou o Ministério Público do Estado de Rondônia, iniciou agradecendo aos pastores e convidados presentes. “Nesta data temos a oportunidade de ver, o poder legislativo do estado de Rondônia, reconhecer a magnitude, a grandeza do trabalho do evangelho em nosso estado. A quem diga às vezes que congregar, tolhe a liberdade das pessoas, todavia digo o seguinte: congregar ter fé, por minúscula que seja liberta. Graças ao trabalho que os senhores fazem em Rondônia. O homem não pode viver divorciado da fé, da união, da família, do convívio harmônico em sociedade. Somente é possível, desde que as pessoas, tenham uma fé, um Deus, um norte espiritual a seguir, se não houver isso, nada feito, só se constrói com fé, só se demonstra o amor com fé. As igrejas evangélicas no mundo inteiro buscam isso, buscam a solidariedade, harmonia e respeito, e isso é importante para todos nós. Rendo homenagens a todos que acreditam que a Palavra de Deus liberta. Graças ao trabalho de todos os pastores que nossa sociedade continua de pé”, disse o subprocurador.

Após o cantor Daniel Andrade louvar a Deus com a música Meu Tributo de André Crouch. Em seguida foram entregues votos de louvor para o Pastor Joel Holder (Presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Porto Velho), e o Pastor Nelson Luchtemberg (Presidente da Convenção das Assembleias de Deus do Estado de Rondônia — CEMADERON). Também receberam as homenagens, os pastores David Nascimento, Fabrício Martinho, Manelito da Costa Carvalho, o evangelista Jonathas Trajano, e o presbítero Moisés Porfírio. O irmão Armando de Oliveira com 101 anos, e a irmã Nemesia Pinheiro de 106 anos, representada por José Costa Pereira, um dos pioneiros do centenário da Assembleia de Deus em Porto Velho. Pastor Evanildo Ferreira, representando o deputado Marcelo Cruz, recebeu das mãos do deputado Ezequiel Neivas o Voto em homenagem em comemoração ao Centenário da Igreja Assembleia de Deus. Em seguida a cerimônia foi encerrada com o louvor do cantor Acazias Batista com a música “A Fé”, composição de Sérgio Lopes.

Pastor Joel Holder, iniciou sua fala saudando a todos na paz do Senhor, e agradeceu o convite realizado pelo deputado Ezequiel Neivas, bem como ao deputado Marcelo Cruz pela homenagem ao Centenário da Igreja Assembleia de Deus. Relembrou o início da história da Igreja em Rondônia, e finalizou convidando a todos para o culto de adoração ao Senhor e a grande festa do Centenário nos dias 27 e 28.

O Presidente da Cemaderon, Pastor Nelson Luchtenberg frisou a importância de ações realizadas pela igreja, e registrou com muita propriedade porque o evangelho continua de pé, baseado na fé e na Palavra de Deus. “Com a permissão dos presentes, dado que estamos em um ato solene na casa de leis, deixar registrado aquilo que é, aquilo que somos, e aquilo que aspiramos ser, cantado aqui pelo nosso querido Acazias, pela fé. Assim sendo, tudo que esta igreja de maneira mais expressiva, ou menos, ela fez obedecendo um princípio de ordem, cantando, orando, lendo a bíblia. Com limitações, procurando fazer a interpretação dos textos lidos, durante um longo período, que se celebra 100 anos, a única escola de instrução que esses queridos irmãos tinham, era a revelação do espírito santo, daquilo que estavam lendo. Hoje com tantos instrumentos que temos para capacitação dos nossos ministros, às vezes não fariam tanto. Assim quero render nesta manhã, a minha gratidão aos pioneiros que por aqui chegaram aqui aos idos de 100 anos. Alguns dos longos períodos, tivemos o privilégio de conhecê-los, visto que estamos há 44 anos andando por estas abençoadas terras. Venho, então declarar que este é o livro, enquanto aqui os senhores têm a Constituição do Estado, e todos nós a Constituição Federal, na Assembleia de Deus a Bíblia estar na cabeceira da cama, na escrivaninha do escritório funcional, no púlpito da igreja, nas repartições delas, nas escolas dominicais. Sobretudo, a essência e a mensagem deste livro está na maioria dos corações dos que ali se congregam, e estão repetindo, vezes e por vezes, declarando o que disse o salmista, quão maravilhosa são as tuas leis. São mais que os possa declarar, foi essa essência que rompeu com a bravura da selva, foi esta essência que diminui a força da febre-amarela, foi esta a essência que diminui a ferocidade das oposições. Abençoadas perseguições se levantaram, mas foi para dar testemunho da fé dos bravos, combatentes, soldados, embaixadores do céu, que estavam semeando a palavra, que não demora tanto, brotaria para produzir árvores frondosas, onde muitos tiveram oportunidade de se agasalhar em seus ramos. A Assembleia de Deus como neste estado, mas também pelo Brasil afora, não contabiliza seus milhões de toneladas de alimentos dado aos que necessitam. Porque não fazemos isto? Entendemos por este livro, que isto promove o reino, não promove a denominação, isto promove a denominação que realiza, olhando para aquilo que escrito está, e de repente pensamos poucos sobre isto, que faz a tua direita não saiba a tua esquerda. Desde os idos de 1963, um pouquinho antes da Revolução, a nossa abençoada igreja no estado do Paraná, dava início o grande projeto da construção do hospital evangélico “Abrigo Esperança”, acolhimento para centenas, o que ainda é feito em vários outros estados de nosso país. Não obstante, o trabalho mais precioso que esta igreja tem feito, é resgatar vidas, mais que dá o alimento, mais que patrocinar o exame médico, mais que acolher alguém que está aí à margem dos bueiros, lançado ao descaso social, pelo contrário resgata a alma dessas muitas pessoas. Finalizou orando por todos os presentes”,  discursou o Presidente da Cemaderon, Pastor Nelson.

O deputado Ezequiel Neivas agradeceu ao Pastor Nelson pelas belas palavras, e realizou uma breve reflexão enaltecendo o trabalho que a igreja desenvolveu nestes 100 anos.


Texto e foto: Assessoria