Deputados compreenderam necessidade e se comprometeram a destinar emendas

por Igor_Cruz — publicado 01/03/2016 18h20, última modificação 01/03/2016 18h32
Deputados compreenderam necessidade e se comprometeram a destinar emendas...

 

A Sessão Ordinária desta segunda-feira (1º) foi suspensa para que oficiais do Grupamento de Operações Aéreas (GOA) pudessem explanar as necessidades de recursos financeiros para a manutenção das aeronaves com a finalidade de manter os serviços de socorro aéreo.

O comandante do Corpo de Bombeiros, Cel. BM Silvio Rodrigues, pediu a atenção especial dos parlamentares para que destinem recursos via emendas para a manutenção das aeronaves do Grupo de Operações Aéreas (GOA), que foram doadas ao grupamento com a finalidade de atender a comunidade na área de transporte de doentes.

Para demonstrar o trabalho realizado pelo grupo fundado em março de 2012, o Cap. BM Philipe Maia informou que a primeira aeronave (Baron 58) foi doada pela Justiça Federal de São Paulo, sendo adaptado para o serviço aeromédico.

Uma segunda aeronave recebida foi um Cessna C-210K que havia sido apreendida e foi doada pela Justiça de Rondônia.

Recentemente um helicóptero tipo Esquilo (AS350B) foi doado via convênio do Ministério Público do Trabalho (MPT). Esta aeronave vai facilitar o transporte em comunidades isoladas melhorando o tempo de resposta de atendimento, facilitando o salvamento de vidas.

Segundo Maia, em 2014 foram realizadas 169 missões, atendendo mais de mil pessoas durante o período da enchente, transportando alimentos, remédios para comunidades que se encontravam isoladas por via terrestre devido à cheia.

O Cap. Maia reforçou o pedido aos parlamentares para conseguir manter o serviço à sociedade, pois “são pessoas sem recursos financeiros e em estado grave de saúde”. Para isso, afirmou, “são necessárias manutenções nas aeronaves e aquisições de peças para a continuidade dos serviços, cujo valor estimado é de R$ 2,4 milhões”.

O deputado Hermínio Coelho (PSD) sugeriu que cada parlamentar destinasse emenda no valor de R$ 100 mil e “o problema está resolvido”. No entanto, disse, que “este valor é muito pequeno para um Estado que tem um orçamento de mais de R$ 7 bi”. 

A maior parte dos parlamentares presentes já confirmou a destinação de recursos e outros irão revisar junto com suas assessorias e comunicará o comando dos Bombeiros o valor da emenda.


Voto de Louvor

Também foi entregue a alguns Bombeiros Militares, por propositura do deputado Dr. Neidson, Voto de Louvor pelo trabalho realizado durante o período da enchente de 2014/2015.

Recebeu o título o Cap. Philipe Maia, o Ten. João Cordeiro, o Sgt. José Walter da Silva (recebido pelo Cel. Rodrigues) e o Soldado Lauro Henrique “Bicho Belo”.


ALE/RO - DECOM - [Geovani Berno]

Foto: Ana Célia e José Hilde



FOTOS