Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Assembleia / Notícias / Diretor geral do DER explica ações e recebe apoio de deputados

Diretor geral do DER explica ações e recebe apoio de deputados

por Igor_Cruz — publicado 05/08/2015 17h48, última modificação 05/08/2015 17h48
Muitos parlamentares formalizaram apoio ao coronel Lioberto Caetano...

 

O diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagens e Transportes (DER), coronel Lioberto Caetano, esteve nesta quarta-feira (5) na Assembleia Legislativa para explicar aos deputados o trabalho desenvolvido pelo órgão. Durante o encontro, ocorrido na sala de reuniões, a maioria dos parlamentares formalizou apoio ao diretor.Também foi defendida a transformação do DER em secretaria, para que possa ter maior autonomia.

O presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PP), disse que a presença do coronel Caetano é importante, porque assim os deputados ficam informados das ações do DER. “A maioria dos parlamentares está contente com o trabalho dele. O governo tem o apoio desta Casa, desde que as coisas funcionem bem”, acrescentou.

O vice-líder do governo na Assembleia, deputado Cleiton Roque (PSB), disse que o DER tem sido a mola mestra do Executivo, e que os parlamentares devem ouvir o governo. Segundo ele, está claro que a maior parte dos deputados apoia o trabalho desenvolvido pelo coronel Caetano.

“Temos que fortalecer o DER. Eu coloquei 70% das minhas emendas parlamentares no DER. Foi R$ 1,2 milhão somente para asfalto em Pimenta Bueno”, afirmou.

O diretor do DER explicou que há 600 máquinas no órgão, e assim que assumiu o cargo encontrou muitos equipamentos precisando de manutenção. Lembrou que 111 cargos foram perdidos com a reestruturação do governo, mas explicou que isso está sendo compensado, porque projetos estão sendo repassados para secretarias como a Seduc, que foi contemplada com mais cargos comissionados.

O deputado Jesuíno Boabaid (PTdoB) questionou a extinção desses cargos, citando que a bancada governista havia dito que os servidores não seriam prejudicados pela reforma administrativa. “Falam uma coisa, mas acontece outra”, destacou.

Posteriormente o deputado Ezequiel Júnior (PSDC) esclareceu a questão. “Em relação à bancada governista, o que foi dito é que os servidores de carreira não seriam prejudicados. Foram extintos cargos comissionados. Quanto ao diretor do DER, ele tem todo o meu apoio”, acrescentou.

O coronel Caetano disse que um trabalho que tem dado resultado é o asfalto urbano, executado pelo DER com emendas parlamentares destinadas pelos deputados. “Há também questões de denúncias contra mim, feitas por pessoas que foram pagas para isso. Mas não sou culpado pelos desvios de peças nem por nenhuma irregularidade”, afirmou.

O deputado Adelino Follador (DEM) disse ser preciso punir quem fez coisas erradas no passado, seja na compra de combustível ou de peças para máquinas. Diversos outros parlamentares disseram a mesma coisa.

“O DER é uma autarquia que precisa ser transformada em secretaria, para ter mais liberdade de ação”, defendeu. Lazinho da Fetagro (PT) afirmou ser necessária dureza ao extremo em prol da moralização. “O diretor do DER tem desenvolvido um excelente trabalho, como está sendo visto nessa reunião. Por isso ele tem o apoio desses deputados”, assegurou.

O deputado Hermínio Coelho (PSD) disse ter ouvido algumas reclamações em relação ao trabalho do coronel Caetano. “Mas vi que é porque ele está moralizando o DER. Espero que o coronel continue assim”, detalhou.

O líder do governo na Assembleia, Luizinho Goebel (PV), disse ser importante a parceria com os deputados, que têm destinado recursos ao DER através de emendas parlamentares. “O coronel Caetano tem o apoio dos deputados como um todo. Mas é preciso fazer a manutenção das máquinas, que ficaram em más condições”, afirmou.

O deputado Léo Moraes (PTB) disse que os parlamentares do interior têm recebido o crédito pelas emendas parlamentares destinadas ao DER para obras de asfalto urbano, mas isso não acontece em Porto Velho. Ele destinou emendas para asfalto em três bairros.

“Acontece que nas obras não tem nem placa dizendo que o trabalho é do DER. A placa diz que o trabalho é da prefeitura. E a propaganda diz a mesma coisa. Quem está trabalhando em Porto Velho é o governo”, destacou Léo Moraes.

Aélcio da TV (PP) também disse apoiar o coronel Caetano, mas reclamou da prefeitura de Porto Velho. “Na obra executada pelo DER aparece a placa da prefeitura, e na imprensa sai que o trabalho é da prefeitura”, ponderou.

O deputado Marcelino Tenório (PRP) afirmou que o coronel Caetano pode contar com seu apoio. “Trabalhar no serviço público não é fácil, e 600 máquinas para cuidar é muita coisa. Mesmo assim, o DER tem atuado em todo o Estado”, acrescentou.

Glaucione Rodrigues (PSDC) agradeceu o apoio dado pelo coronel Caetano a Cacoal. “Se o DER não tivesse feito 7.100 metros de asfalto a exposição agropecuária não iria acontecer. Falei com o coronel e 45 dias depois o asfaltamento já tinha sido concluído”, contou.

Jean Oliveira (PSDB) perguntou como está o asfaltamento da RO 383, que liga os municípios de Rolim de Moura, Santa Luzia e Alta Floresta. Ele também disse que sempre apoiou o trabalho executado pelo DER.

O coronel Caetano explicou que a obra parou para que sejam realizadas análises de laboratório sobre a qualidade do asfalto. O diretor do DER garantiu que logo a obra será retomada.

O deputado Laerte Gomes (PEN) pediu esclarecimentos sobre a obra no anel viário de Ji-Paraná, e o coronel Caetano respondeu que a questão está na Justiça, mas logo os trabalhos deverão ser retomados. “Também seria bom que os deputados fossem avisados quando houver vistoria em obras em seus redutos”, solicitou.

Saulo Moreira (PDT) pediu que os pagamentos às empreiteiras não atrasassem, para que as obras não parem. Lioberto Caetano respondeu que só inicia obras com dinheiro em caixa. “Mas se houver irregularidade a obra terá que parar”, ponderou.

O deputado Ribamar Araújo (PT) disse que o DER precisa ter autonomia e que o poder de decisão em relação a assuntos envolvendo o órgão deve ser retirado da Superintendência de Gestão de Suprimentos, Logística e Gastos Públicos Essenciais (Sugespe).

“No mais, o trabalho desenvolvido no DER é muito bom. Acredito que o governador também está vendo isso”, acrescentou Ribamar Araújo.

Alex Redano (SD) agradeceu a parceria do coronel Caetano com a Assembleia Legislativa. “A vantagem de o diretor do DER é que ele diz logo sim ou não. Assim, sabemos o que vai acontecer”, afirmou.

O deputado Só na Bença (PMDB) agradeceu a iniciativa do coronel Caetano em comparecer à Assembleia. “A obra na RO 489 está licitada até São Felipe. Passei lá e vi o maquinário”, destacou.

Dr. Neidson pediu ao coronel Caetano que resolva os problemas das áreas inundadas em Guajará-Mirim, e que também é preciso que o DER providencie máquinas para o município. “O coronel tem todo o meu apoio”, afirmou.

 

ALE/RO - DECOM - [Nilton Salina]

Foto: José Hilde 


FOTOS




Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.