Dr. Neidson indica a Sejus retorno de visitas de esposas e familiares a reeducandos que cumprem pena restritiva de direitos

por Jocenir Sérgio Santanna publicado 15/09/2021 13h24, última modificação 15/09/2021 13h24
Sugestão da Associação dos Jovens e Estudantes de Rondônia destaca que retorno deve ser gradual e com as duas doses de vacina contra Covid-19 comprovadas

O deputado Dr. Neidson (PMN), indicou ao Poder Executivo, através da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), a possibilidade do retorno das visitas de esposas e familiares dos reeducandos que cumprem pena restritiva de direitos, nas unidades prisionais de Rondônia.

De acordo com a justificativa do parlamentar, conforme sugestão da Associação dos Jovens e Estudantes de Rondônia, o retorno deve ser feito de forma gradual, de forma que cada reeducando venha a ter direito a um número específico de visita presencial mensal, em parlatório e com duração de uma hora, sendo permitida a entrada de um adulto, e este, podendo estar acompanhado de uma criança ou adolescente.

De acordo com a Sejus, 100% dos reeducandos já receberam a primeira dose da vacina imunizante da Covid-19 oferecidas pelo Estado e, todas as terças-feiras, já está sendo aplicada a segunda dose.

“Sendo assim, observando a eficácia do atual sistema de vacinação, reiteramos o pedido de retorno das visitas, possibilitando o melhor funcionamento do sistema penitenciário de ressocialização, compreendendo a importância do acompanhamento familiar nesse processo”, ressaltou Dr. Neidson.

O parlamentar frisou, ainda, que para prevenir as contaminações por Covid-19 é recomendado que os visitantes comprovem ter recebido as duas doses da vacina de dose única há mais de 14 dias. A apresentação do cartão de vacinação original, pelo visitante, é obrigatória no dia da visita.

“A aferição de temperatura e de sintomas gripais também será obrigatória aos visitantes”, concluiu o deputado.

 

Texto: Juliana Martins/ALE-RO

Foto: Thyago Lorentz/ALE-RO