Escola do Legislativo inicia mais três cursos

por Ronaldo Afonso do Amaral publicado 15/10/2019 09h15, última modificação 15/10/2019 09h15
Grade de outubro cumpre mais uma etapa na busca pela capacitação permanente do servidor público


Dentro da programação da grade de outubro da Escola do Legislativo (EL), da Assembleia Legislativa (ALE), mais três cursos foram abertos ontem (14) e serão encerrados na sexta-feira (18). Dois deles estão sendo administrados pela manhã e o terceiro à tarde, na sede da escola em Porto Velho, na rua Major Amarante, 390. 

Os cursos de Libras para Atendimento ao Público têm carga horária de 20 horas/aula para 50 alunos com idade acima de 14 anos, que estejam cursando ou concluído o ensino fundamental, das 8h às 12h. Ainda pela manhã, no mesmo horário está sendo desenvolvido o curso de Planejamento e Organização de Eventos, carga de 20 horas/aula, 40 vagas, para alunos maior de 18 anos e que estejam cursando ou concluído os cursos anteriores relacionados ao assunto, já ministrados pela EL. 

À tarde, das 14h às 18h está sendo aplicado a disciplina de Direito e Legislação Inclusiva, com carga horária de 20 horas/aula a alunos com idade acima de 18 anos, cursando ou concluído o ensino médio. 

Como ocorre em todas as aberturas e encerramentos de cursos, o diretor geral da EL, Fábio Ribeiro visita as salas de aula e fala aos alunos e instrutores do investimento permanente da Assembleia Legislativa (ALE), presidida pelo deputado Laerte Gomes (PSDB) e apoio dos demais deputados, na melhoria da capacidade do servidor público. “É um trabalho permanente visando a qualificação do serviço público”, diz Fábio. 

O curso mais frequentado e procurado da EL, o de Libras, segunda língua mais utilizada no Brasil e fundamental para a inclusão social foi destacado por Fábio Ribeiro, nas visitas às salas de aula. “Sempre mantemos este contato com vocês (alunos) na abertura e na conclusão dos nossos cursos, pois sabemos da importância deles para o futuro de todos e da satisfação da ALE em poder ajudar, na melhoria da qualidade profissional dos seus servidores e dos demais segmentos da sociedade”, afirma. 

Fábio ressaltou a responsabilidade de a Escola, por orientação do presidente Laerte Gomes em oferecer qualificação para os servidores da ALE, a outros órgãos públicos e a comunidade em geral. “Estamos conscientes e satisfeitos em poder fomentar cada vez mais a inclusão social oferecendo ensino de qualidade, além de condições para a melhoria do serviço público e de boa parte da sociedade, que nos procura em busca de aprimoramento profissional”. 

A participação nos cursos é gratuita. No ato da inscrição é solicitada a doação de uma lata de leite em pó, de 400g ao Banco de Leite mantido pela escola. O total arrecadado é distribuído a entidades beneficentes, que estejam cadastradas ao banco e que atendam crianças com mais de um ano e idosos.

Texto: Waldir Costa/Assessoria

Fotos: Assessoria



Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.