Índices de registros de furtos e roubos é tema de debate na Comissão de Segurança

por Igor_Cruz — publicado 05/09/2017 10h53, última modificação 05/09/2017 10h53
Parlamentares também receberam denúncia e relataram questão de efetivo policial...

 

O presidente da Comissão de Segurança Pública (CSP), deputado Jesuíno Boabaid (PMN) relatou na reunião desta terça-feira (5), os altos índices de registro de roubos e furtos de documentos de identificação, o que coloca Rondônia em destaque negativo nacional.

Jesuíno falou que as falsas comunicações colocam Rondônia com um dos maiores índices de furto e roubo do país. “É preciso enfrentar esta situação e limitar os benefícios, pois da forma como está redigida a lei, basta um boletim de ocorrência para que o cidadão retire novo documento”.

Informou também que a Polícia Civil irá encaminhar um novo projeto de lei num prazo de até 30 dias e que o tema será amplamente discutido na Comissão e Plenário.

O deputado Dr. Neidson (PMN) voltou a cobrar o aumento do efetivo em Fortaleza do Abunã. Segundo foi informado pelo Comando Geral da PM, os 300 novos policiais que estão sendo contratados, “apenas suprirão as demandas dos que foram para reserva”, relatou o parlamentar.

Boabaid e o deputado José lebrão (PMDB) debateram a questão dos armamentos dos policiais militares, tendo em vista que cada vez mais em Porto Velho e interior a PM encontra em poder de bandidos, armamento de grosso calibre, “enquanto a força de segurança estadual, mal tem uma ponto 40”, relatou Jesuíno.

Ao encerrar a reunião, o presidente Jesuíno Boabaid avocou o relatório de uma denúncia recebida de uma servidora demitida do Detran. Para esclarecer os fatos e iniciar os procedimentos, o parlamentar pediu que convocassem a denunciante para a reunião da próxima semana na Assembleia Legislativa.

 

ALE/RO - DECOM - Geovani Berno
Foto: Lusângela França


FOTOS