Ismael Crispin propõe debate sobre pesquisa cientifica e seu impacto social, político e econômico em Rondônia

por Ronaldo Afonso do Amaral publicado 14/10/2019 12h36, última modificação 14/10/2019 12h36
A audiência pública vai acontecer no dia 11 de novembro, na Assembleia Legislativa


O deputado estadual Ismael Crispin (PSB) apresentou indicação à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, e teve aprovada a realização de audiência pública no dia 11 de novembro, às 15 horas, com o objetivo de debater sobre a Pesquisa Cientifica: Impacto Social, Político e Econômico no Estado de Rondônia. 

Segundo Crispin, a pesquisa tem sua importância na vida do ser humano. “Antigamente as pesquisas cientificas não eram valorizadas como são nos dias de hoje. E essas pesquisas podem ser consideradas uma mobilização social, ou seja, existem grandes movimentos e ações quando algo é descoberto ou utilizado para ajuda/evitar algum acontecimento”, frisou. 

Afirmou que o estudo e a procura de informações e novidades estão presentes na vida de qualquer cidadão. O conhecimento e a pesquisa cientifica andam juntos e fazem uma dupla de extrema importância para o ser humano, “tanto na saúde quanto financeiramente e de muitas outras formas, sem contar que ela sobrevive décadas e cada vez mais sua presença é essencial para nossas vidas”. 

Ismael Crispin enfatiza que a ciência e a tecnologia são potentes motores do desenvolvimento da sociedade moderna, pois produzem conhecimentos e inovações que transformam a vida de bilhões de pessoas. Da internet à agricultura, da automação à indústria farmacêutica, o investimento em pesquisa cientifica viabilizou melhorias significativas no dia a dia. 

O parlamentar salientou que neste momento de crise nacional, em que a área da ciência, tecnologia e inovação sofre declínio com cortes de investimentos financeiros públicos, Rondônia segue fazendo a diferença em vários setores da economia, e se destacando no cenário nacional, a partir da criação da Fundação de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Cientificas e Tecnológicas e à pesquisa de Rondônia (Fapero), pela Lei n° 2.528/2011. 

Durante a audiência pública, serão debatidos: a importância da pesquisa cientifica para o desenvolvimento do estado de Rondônia, os baixos investimentos em pesquisa, propor mudanças no repasse de verbas públicas para fomentar pesquisas cientificas, buscar alterar o valor das alíquotas de repasse do Estado a Fapero, visando estabelecer um mínimo a ser investido na pesquisa cientifica e bolsas de estudo.

Texto: Eláine Maia-Decom-ALE/RO

Foto: José Hilde-Decom-ALE/RO

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.