Jair Montes demonstra preocupação com eleição de diretores de escolas e PM’s que atuam com educação

por Ronaldo Afonso do Amaral publicado 22/10/2019 20h55, última modificação 22/10/2019 21h50
São 232 policiais que atuam em escolas militarizadas


O deputado Jair Montes (Avante) fez uso da palavra na tarde desta terça-feira (22), no plenário da Assembleia Legislativa, para comentar sobre a questão da educação nas escolas de nosso Estado. 

Antes, ele desejou uma breve recuperação ao presidente da ALE, deputado Laerte Gomes (PSDB), que se encontra na cidade de São Paulo, onde fez uma cirurgia. “Na próxima semana, ele estará de volta”, adiantou. 

Durante a fala, Jair Montes elogiou o trabalho desenvolvido pelo deputado Aélcio da TV (PP), quando o assunto é Educação, chamando-o de “Pai da Educação”, na cidade de Porto Velho. “Parabéns para ele”, enfatizou. 

Jair Montes fez um apelo em nome dos 232 Policiais Militares da Reserva Remunerada, conhecidos como RR’s, que atuam nas escolas militarizadas e que correm o risco de deixarem essas instituições. “Pedimos a Secretaria Estadual de Finanças (Sefin) e a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) que não percam esses policiais que ajudam na nossa educação”, ressaltou. 

Outra observação feita pelo deputado durante a explanação dele sobre o setor educacional público de Rondônia foi em relação à forma como são eleitos os diretores das escolas estaduais. 

Para o parlamentar, esse sistema de escolha de diretores de escolas precisa passar por mudanças. Para isso, ele citou como exemplo o que está ocorrendo em Guajará-Mirim, Nova Mamoré e Porto Velho. 

“Em Guajará- Mirim, as eleições nas escolas estão parecendo o governo do Evo Morales, não saem do cargo. Defendo que o Governo do Estado possa escolher os diretores. É necessário que o Secretário Estadual de Educação olhe para essa situação”, alertou. 

O deputado Aélcio da TV, solicitou um aparte durante a fala de Jair Montes, para afirmar que alguns diretores de escolas são bons de gestão e outros são bons politicamente, e propôs uma solução para a escolha dos gestores escolares. “Em Sobral, no Ceará, foi encontrado um meio termo. É feito um processo seletivo com competência sobre administração escolar. Fazem uma prova e quem tiver melhor nota é selecionado pela sua competência. Hoje, Sobral é referência em educação”, declarou. 

 O deputado Jair Montes, concordou com a sugestão de Aélcio da TV. “Muitos diretores têm capacidade técnica para tocar uma escola e outros não têm. Fica essa ideia. Se o diretor faz um bom trabalho, parabéns. Se não, vai colocar quem tem direito e conhecimento”, finalizou.

Texto: Ivanilson Frazão-Decom-ALE/RO

Foto: Marcos Figueira-Decom-ALE/RO

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.