Jean Oliveira quer Coordenadorias Regionais de Educação I e II com igualdade salarial

por Ronaldo Afonso do Amaral publicado 20/02/2020 09h48, última modificação 20/02/2020 09h48
Os profissionais da CRE II recebem muito menos, prestando um serviço igual ou até mais sacrificado às vezes

 

O deputado estadual Jean Oliveira (MDB) solicitou ao secretário de Estado da Educação (Seduc), Suamy Vivecananda, isonomia entre as Coordenadorias Regionais de Educação (CRE) I e II. O parlamentar explica que a CRE II que às vezes tem, sob gerência, menor quantidade de escolas, tem um grau e uma complexidade de ensino e de gestão muito maior que uma CRE I, isso devido, distâncias, educação indígena, falta de mediação tecnológica, entre outros. 

Segundo o deputado, acontece que existe uma disparidade de remuneração entre os profissionais gestores das Coordenadorias Regionais de Educação (CRE) I e II. Os profissionais da CRE II recebem muito menos, prestando um serviço igual ou até mais sacrificado às vezes. Isso devido o que estabelece a Lei que dispõe sobre as Coordenadorias Regionais de Educação I e II, que determinou dois tipos de coordenadorias com remunerações diferentes para os gestores. 

A proposta que o deputado Jean Oliveira levou ao secretário de Estado da Educação, e que foi acatada, é que a Lei que dispõe sobre as Coordenadorias Regionais de Educação I e II seja revista, deixando as duas coordenadorias isonômicas, ou seja, os técnicos e professores, que realizam esse trabalho estratégicos, tanto na I como na II, tenham remunerações iguais. 

“Nossa solicitação teve sinal verde do secretário Suamy Vivecananda e estamos esperando na Assembleia Legislativa, o envio da Seduc, da proposta de mudança da Lei, para que o Legislativo vote de forma positiva. “Acredito ser devidamente justa a igualdade entre esses profissionais da educação”, acrescentou Jean Oliveira. 

Foto e Texto: Assessoria

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.