Lebrão apresenta pauta do Movimento Todos pela BR 429 ao governador

por Igor_Cruz — publicado 17/10/2016 18h06, última modificação 17/10/2016 18h06
Parlamentar afirma que invasores estão praticando atos de terrorismo na região...


O deputado José Lebrão (PMDB), participou de uma reunião com o governador Confúcio Moura (PMDB) na manhã desta segunda-feira (17), no Centro Político Administrativo (CPA). O parlamentar solicitou a audiência com o chefe do Poder Executivo em atendimento ao ofício encaminhado pelos integrantes do ‘Movimento Todos pela BR 429’.

Lebrão explicou que associações e sindicatos de produtores rurais do Vale do Guaporé, integrantes do movimento, afirmam que a região está vivendo um grave estado de instabilidade na segurança pública nas terras da BR 429.

Atos de terrorismo, supostamente cometidos por integrantes da Liga dos Camponeses Pobres (LCP), estariam tomando conta das propriedades. De acordo com o parlamentar, a comoção social teria se elevado ao mais alto nível, após a destruição da Fazenda Bom Futuro, localizada em Seringueiras.

“Os efeitos são devastadores, queimam tratores, roubam armas, matam animais, usam de violência física contra produtores e latifundiários. Com o governador, viemos buscar ações para devolver a paz àquela região”, declarou Lebrão.

Ao governador, o deputado apresentou a pauta do Movimento Todos pela BR 429, que pede a presença da Força Nacional na região, a continuidade nas investigações para identificação dos responsáveis pelo terrorismo instalado, a permanência da Delegacia de Polícia Civil em Seringueiras, a criação de um projeto conjunto para o município deixar de ser zona de conflito e policiamento com Patrulha Rural.

Confúcio Moura reconheceu se tratar de um tema de extrema complexidade e disse acreditar que a solução para todo o conflito agrário de Rondônia envolve a regularização fundiária. No entanto, o governador ressaltou que o assunto é de responsabilidade do Incra e do Terra Legal, mas que lamenta perceber que as duas entidades “não se bicam”.

O chefe do Executivo afirmou que trataria do assunto pessoalmente com o presidente da República, Michel Temer, ministros, deputados estaduais e federais e senadores de Rondônia, uma vez que as terras em conflito, na maioria, pertencem a União.

Confúcio ressaltou que indicará ao presidente Temer mudanças na legislação, visando a desburocratização de ações que estariam impedindo ou dificultando a solução de problemas de regularização fundiária, que já somam 40 anos.

“Ao que me cabe fazer para defender essa questão, eu farei. Já conversei com as autoridades de Segurança Pública, Comando Geral da Polícia Militar, e no primeiro momento, tudo que pode ser feito para minimizar essa onda de violência já está sendo priorizado”, garantiu o governador.

Representantes de sindicatos rurais, associações comerciais e rurais de Alvorada, São Miguel, Seringueiras, São Francisco, Costa Marques e distrito de São Domingos, presentes na reunião, expuseram o drama vivido pelas esposas e familiares de produtores que vem sofrendo com os ataques.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Antônio Carlos dos Reis, e o comandante da Polícia Militar, coronel Ênedy Dias, explanaram sobre todas as ações já autorizadas pelo governador.

As autoridades informaram ao deputado Lebrão que, além de uma força tarefa a ser montada com apoio da Força Nacional e Exército, todas as reintegrações de posse estão autorizadas. Ênedy Dias informou que todo o movimento da LCP está sendo monitorado e que, semanalmente, relatórios estão sendo recebidos com informações que estão contribuindo com as investigações.

O chefe da Casa Civil, Emerson Castro, o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB) e os deputados Laerte Gomes (PSDB) e Jesuíno Boabaid (PMN), também participaram da reunião.

 

ALE/RO - DECOM - [Juliana Martins]

Foto: José Hilde



FOTOS

registrado em: