Na sessão itinerante, governador reconhece desafios, mas se mostra confiante em ações do Executivo

por Ronaldo Afonso do Amaral publicado 23/05/2019 22h49, última modificação 23/05/2019 22h49
Marcos Rocha destacou ainda a importância de trabalhar em sintonia com a Assembleia Legislativa


O governador Marcos Rocha (PSL) aproveitou a sessão itinerante da Assembleia Legislativa, realizada nesta quinta-feira (23), durante a 8ª edição da Rondônia Rural Show, para reconhecer que há inúmeros desafios de sua gestão, mas mostrou confiança no trabalho e na superação dos problemas, destacando que conta com o apoio dos deputados estaduais nessa empreitada. 

Ele iniciou a sua fala, garantindo que há uma boa relação entre o Governo e a Assembleia Legislativa. "Tenho vários amigos aqui e sempre se falou boatos e tentaram criar calos entre nós. Mas, nada disso é verdade e estou sendo recebido com muito respeito e sempre recebo a todos com muita atenção. Destaco ainda a atuação do deputado Laerte Gomes (PSDB), pois presidir a Assembleia Legislativa é uma missão árdua, e ele está fazendo um grande trabalho, ao lado dos demais parlamentares", destacou. 

 

Redução de impostos 

Marcos Rocha disse ainda que "temos problemas que acompanham o nosso Estado há anos. Temos que agir com muita cautela. Eu quero, todos queremos reduzir impostos, mas se o fizermos agora, vamos quebrar o Estado. Temos que fazer com sabedoria e dignidade. Quero garantir que não criarei nenhum imposto, que venha a sacrificar ainda mais a nossa população". 

O governante garantiu também que, "meu sonho, enquanto governador, é reduzir impostos, cortar mesmo, para que a nossa sociedade cresça. Penso que um Estado enxuto é uma ferramenta importante para garantir mais". 

 

Detran 

O governador informou que já conversou com a direção do Departamento Estadual de Trânsito do Estado de Rondônia (Detran), para tratar da possibilidade de redução das taxas cobradas pelo órgão. "Mas, tudo pensando nos impactos e tendo cuidado nas ações que vamos adotar, mas vamos adotar, com responsabilidade", assegurou. 

 

Energia 

O chefe do Executivo relatou que, junto com parlamentares, buscou a redução da tarifa de energia, em Brasília. "Temos uma possibilidade de redução da nossa energia, até o final do ano, com um percentual oscilando entre 10% a 12%. Isso é uma luta que estamos travando, muitas vezes em silêncio", observou. 

 

Zoneamento 

A atualização dos estudos do Zoneamento Socioeconômico e ecológico, também mereceu a atenção do governador, em seu discurso. "A gente sabe a importância dessa atualização no Zoneamento para Rondônia. Vamos acelerar o processo, para em seguida ser encaminhado à Assembleia Legislativa, para análise", se comprometeu. 

 

Estradas 

Marcos Rocha relembrou os tempos em que atuou no Exército Brasileiro. "No Exército, trabalhei com engenharia. E confio muito no trabalho do coronel Erasmo Meireles, que é o diretor do Departamento de Estradas de Rondônia (DER). Quero dizer que as obras iniciais do órgão estão sendo feitas com solo-cimento, que é um composto próprio para o trabalho inicial de tapa-buracos", relatou. 

Segundo ele, "mas, seria errado eu dizer que vou asfaltar tudo. Eu não consigo fazer isso e não vou faltar com a verdade. Fizemos 5 mil quilômetros de tapa-buracos já. Infelizmente, muitos maquinários do DER estão depredados e estamos apurando as responsabilidades. Estamos trabalhando para revestir, recapear e melhorar as nossas estradas. Queremos algo permanente, em respeito à população". 

 

Horários 

Em relação à extensão do horário de expediente para a agência Idaron e a Emater, o governador disse que vai colocar na pauta de sua agenda de trabalho, com o secretariado, para avaliar esta possibilidade. "É uma ação necessária". 

Sobre à mudança do horário de funcionamento da Rondônia Rural Show, que hoje vai até às 18hs, o governador acredita ser possível estendê-lo. 

"Vamos trabalhar para que no próximo ano possamos ter o evento no período noturno, pois isso iria atender a uma parcela da população, que não pode vir durante o dia para a feira. É uma ação que já estávamos estudando e queremos implantá-la", garantiu. 

 

Pedido 

Ao final, o governador solicitou que a Assembleia Legislativa possa colocar em pauta um projeto de fortalecimento do Fundo de Combate à Pobreza (Fecoep), para permitir a ampliação das ações sociais em, Rondônia, atendendo a muitas famílias carentes. 

"Temos que parar com ações apenas de cesta básica para as pessoas. Temos que ter ações mais efetivas e duradouras. Vamos ensinar as pessoas a pescar, para que possam se desenvolver. Em Machadinho, temos a primeira área de proteção ambiental sustentável e é um modelo que queremos estender para outros locais", finalizou.

Texto: Eranildo Costa Luna, Juliana Martins, Gerson Costa e Eliânio Nascimento - DECOM/ALE

Fotos: Diego Queiroz-ALE-RO

Fotos:

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.