Política de luto - Morre a deputada Lúcia Tereza

por Igor_Cruz — publicado 23/12/2016 14h10, última modificação 23/12/2016 21h10
Parlamentar estava internada no Hospital Regional de Cacoal, após constatação de aneurisma...


A morte da deputada Lúcia Tereza (PP) consternou a população de Rondônia. Nascida em Presidente Prudente, interior de São Paulo, Lúcia sentiu fortes dores no abdômen e foi levada para o Hospital Regional de Cacoal na noite de ontem (22), após constatação de aneurisma no baço.

Ela sofreu cirurgia de alta complexidade e demorada, não resistiu e veio a falecer às 7h30 de hoje (23).

Pessoa de enorme poder de comunicação, a querida parlamentar, conhecida e adorada por todos na Assembleia Legislativa, estava cumprindo seu terceiro mandato, após governar o município de Espigão do Oeste em três mandatos.

Nas eleições de 2014 Lúcia Tereza foi eleita com mais de 70% dos votos válidos. Em uma das urnas de Espigão do Oeste somou 99% dos votos válidos.

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Maurão de Carvalho (PMDB) decretou Luto Oficial. ALE emitiu Nota de Pesar pelo falecimento da parlamentar.


Perfil da deputada

Nome Completo: Lucia Tereza Rodrigues dos Santos

Partido: PP

Lúcia Tereza Rodrigues dos Santos (PP) nasceu em 31 de outubro de 1946, em Presidente Prudente, Estado de São Paulo. Concluiu o curso de Magistério em 1969, passando a lecionar em uma fazenda localizada em Teodoro Sampaio (SP). Em 1974 chegou a Espigão do Oeste e no ano seguinte assumiu a direção da Escola Sete de Setembro.

Em 1982 Lúcia Tereza concorreu à Prefeitura de Espigão e foi eleita a primeira prefeita da Amazônia. Na ocasião, ela concorreu com cinco candidatos e teve mais da metade dos votos válidos. Depois disso, Lúcia Tereza foi eleita prefeita mais duas vezes. Seu primeiro mandato na Assembleia foi em 1991. Está em seu terceiro mandato.

Em 1998, concorreu novamente a uma cadeira na Assembleia Legislativa, obtendo 6.364 votos, sendo a décima mais votada no Estado, mas não se elegeu. Em 2010, após oito anos na Prefeitura de Espigão, se candidatou a deputada, recebendo 9.012 votos, mas não foi eleita.

Em 2014 foi vitoriosa, recebendo 11.652 votos, sendo a sétima mais votada, com aproximadamente 80% dos votos válidos em Espigão do Oeste. Em uma urna ela teve 99% dos votos.

 

Substituto

O sindicalista Anderson da Silva Pereira, do PV, conhecido como Anderson do Singeperon (Sindicato dos Agentes Penitenciários e Socioeducadores de Rondônia) é o primeiro suplente da coligação e recomporá o efetivo da Assembleia Legislativa.

 




FOTOS




Fotos: Acervo Assembleia Legislativa - Decom

Créditos: Ana Célia e José Hilde



registrado em: ,
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.