Presidente Laerte Gomes destaca ações da Assembleia durante entrevista

por Ronaldo Afonso do Amaral publicado 17/09/2019 20h40, última modificação 18/09/2019 00h15
Ele explica que mais de R$ 30 milhões já foram economizados na Assembleia este ano


Na manhã desta terça-feira (17), o presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, Laerte Gomes (PSDB) concedeu entrevista ao programa online, Conexão Rondônia ao Vivo, transmitido pelo site Rondoniaovivo, de Porto Velho e apresentado pelo jornalista Ivan Frazão. 

Durante a entrevista, o presidente Laerte Gomes fez um breve relato da sua vida política ressaltando a votação expressiva que teve na primeira vez que concorreu a um cargo eletivo, quando foi eleito prefeito de Alvorada do Oeste em 2004 com 62% dos votos e reeleito em 2008 com 80% dos votos. “Fizemos uma gestão muito boa. Alvorada do Oeste é a único município da região Norte que tem 100% de saneamento básico, projeto que foi concluído ainda no meu mandato. Em 2014, fui o 10º deputado eleito com mais votos, fui reeleito e hoje estou como presidente da Casa de Leis de Rondônia”, disse. 

Questionado pelo apresentador sobre como está sendo a gestão “Laerte Gomes”, o parlamentar respondeu que sua primeira ação como presidente, foi implementar uma gestão de economicidade. “Estamos vivendo um novo momento na política brasileira e os cidadãos deram esse recado nas urnas. Nesses quase sete meses como presidente, já economizamos mais de R$ 30 milhões quando assumimos tínhamos apenas R$ 400 mil em conta. Reexaminamos contratos, despesas, diminuímos contas de energias e agora vamos leiloar os carros da ALE/RO e passaremos a utilizar aplicativo de transporte, com a finalidade de economizar com motoristas, manutenção, pneus, entre outros. Esse modelo de gestão foi aceito por todos os deputados e por essa razão está dando resultado”, explica. 

 

Economia 

O presidente Laerte Gomes pontuou ainda, que até o final do ano, o objetivo é economizar muito mais. “Esse recurso economizado será devolvido ao Executivo, conforme legalidade e com isso encaminhar as indicações para que seja aplicado de acordo com as demandas da população rondoniense.  Fizemos um compromisso com o Governado do Estado, Marcos Rocha e parte desse valor economizado será repassado ao Hospital do Amor Amazônia, pois sabemos a importância de ajudar em uma causa tão nobre como essa de amor ao próximo, além de outras entidades e o restante do valor será destinado aos municípios”, esclarece. 

O presidente falou também a respeito da doação de recurso para o FUN-Heuro, projeto de iniciativa do parlamentar que cria o Fundo Estadual para financiar inicialmente a construção do Hospital de Urgência e Emergência de Porto Velho.

 

Conta de energia 

Devido aos constantes protestos dos consumidores contra o aumento na conta de energia, após a privatização da Ceron, o jornalista Ivanilson questionou o presidente Laerte Gomes o que está sendo feito pelos deputados para atender os anseios da população em relação a essa demanda. “A Energisa não respeita os cidadãos e acima de tudo não respeitam as leis de Rondônia. Esses dias eu vi uma carta deles dizendo que só realização a interrupção de energia durante o final de semana em casos de furto, mas isso não é verdade, pois eu já vi cortar energia de gente que paga certo. Isso precisa ser apurado e já criamos uma comissão para apurar esse tipo de abuso, entre as denúncias que estamos recebendo, afinal de contas, será que todos os rondonienses estão errados e apenas a Energisa está correta? ”, questiona Laerte. 

 

IPVA 

Outro ponto debatido no programa foi a Lei Estadual 4.462, em 22 de março 2019 que proíbe a apreensão e a remoção de veículos em função do atraso no pagamento do imposto. “O cidadão que não paga o IPVA em dia não, realmente não pode ser multado, contudo quem não porta o CRLV em dia pode. Desta forma estamos trabalhando com o Detran uma forma de desvincular o IPVA do licenciamento. Estamos verificando também a possibilidade de dar um prazo aos cidadãos quitarem suas dívidas no Detran, pois sabemos que muitos estão desempregados e sem condições financeiras. O veículo hoje em dia é uma necessidade, não um luxo”, diz. 

 

Agricultura 

O presidente da Assembleia, Laerte Gomes, aproveitou a audiência do programa para destacar as ações da bancada federal em prol da regularização fundiária do Estado. Ele relatou a realização de uma audiência pública promovida pela Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, atendendo ao requerimento do deputado federal Lúcio Mosquini (MDB), que preside a Frente Parlamentar em Defesa da Regularização Fundiária no Brasil com a presença do secretário Especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Nabhan Garcia, uma das maiores autoridades do setor. 

“Somos um Estado de pequenos e médios produtores e sem documento, eles não crescem. Infelizmente, respeito o trabalho que o Incra já fez e o papel dos servidores, mas sem estrutura, não vamos avançar. Temos mais de 35 mil propriedades aptas a regularização. É necessário passar esse trabalho para o Estado e dentro da legalidade estaremos a disposição para ajudar, inclusive na parte financeira. A nossa aptidão é a roça e por isso nossos produtores precisam ter esses documentos em mãos, para terem acesso a créditos e com isso investir em tecnologia, aumentar a produção e consequentemente gerar emprego e renda”, disse. 

 

Relação 

O apresentador do Conexão Rondônia ao Vivo, perguntou como está a relação entre o governador de Rondônia e os deputados. “Estamos em trabalhando em harmonia, com muito respeito e diálogo. Essa semana mesmo, estarei cumprindo agenda com o governador Marcos Rocha no interior de Rondônia.  Todos as matérias do Executivo estão sendo deliberadas, votadas e aprovadas com celeridade. Estamos dando as condições necessárias para que o trabalho do governo siga seu planejamento”, destaca o presidente da Assembleia afirmando que essa harmonia está prevalecendo com todos os poderes. 

 

Luta contra violência 

Por fim, o presidente Laerte Gomes destacou as ações da Mesa Diretora na luta contra a violência contra a mulher. “Estamos analisando a possibilidade de ceder um espaço do antigo prédio da Assembleia Legislativa para a instalação da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) e do Centro Humanitário de Atendimento à Mulher do Estado de Rondônia (Chameron). A mesa diretora e os demais deputados abraçaram essa causa e vamos criar uma rede de proteção para as mulheres do nosso Estado”, finalizou.

Texto: Laila Moraes-Decom-ALE/RO

Foto: Diego Queiroz-ALE/RO

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.